Pular para o conteúdo

Como planejar o futuro se você é advogado autônomo?

Para garantir tranquilidade, segurança e qualidade de vida na terceira idade, é fundamental contar com alternativas à tradicional aposentadoria paga pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Essa estratégia também é válida para os advogados autônomos, que apesar de serem contribuintes individuais, não devem delegar somente ao Estado a responsabilidade de planejamento do próprio futuro.

Dentro desse contexto, a contratação de um plano de previdência privada pode ser uma grande aliada na hora de garantir proteção financeira, acumular patrimônio a longo prazo e obter rendimentos melhores do que os da poupança, que é a modalidade de investimento mais popular entre os brasileiros.

Neste artigo, você vai entender melhor por que a previdência privada é uma ferramenta essencial para o planejamento da aposentadoria de profissionais autônomos e um dos principais recursos para garantir qualidade de vida no futuro. Continue a leitura!

A aposentadoria no Brasil

As novas diretrizes impostas pela reforma da Previdência Social, que foi aprovada em 2019, acabaram com a aposentadoria por tempo de contribuição e definiram uma regra geral para a obtenção do benefício: idade mínima de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres, assim como 15 anos de contribuições para mulheres e 20 anos para homens.

Para não dependerem somente dos pagamentos do INSS no futuro, muitos profissionais autônomos estão aderindo cada vez mais aos planos de previdência privada, porque essa é uma das melhores opções para quem está buscando investimentos seguros

Reajuste da parcela de risco

Reajuste da parcela de risco da contribuição

Prezado(a) Participante Conforme regulamento do plano de benefícios da OABPrev-SP, a sua parcela de risco das contribuições será reajustada no mês de junho de 2023.

Quanto devo cobrar dos meus clientes?

A natureza autônoma e variada do trabalho do advogado demanda uma base para que a cobrança feita pelos seus serviços seja justa tanto para o

Previdência privada: ainda vale a pena?

Bom, essa pergunta surge a partir de quase um misticismo. Por conta do aumento da divulgação dos mais variados tipos de investimento, a previdência privada