Como planejar o futuro se você é advogado autônomo?

Para garantir tranquilidade, segurança e qualidade de vida na terceira idade, é fundamental contar com alternativas à tradicional aposentadoria paga pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Essa estratégia também é válida para os advogados autônomos, que apesar de serem contribuintes individuais, não devem delegar somente ao Estado a responsabilidade de planejamento do próprio futuro.

Dentro desse contexto, a contratação de um plano de previdência privada pode ser uma grande aliada na hora de garantir proteção financeira, acumular patrimônio a longo prazo e obter rendimentos melhores do que os da poupança, que é a modalidade de investimento mais popular entre os brasileiros.

Neste artigo, você vai entender melhor por que a previdência privada é uma ferramenta essencial para o planejamento da aposentadoria de profissionais autônomos e um dos principais recursos para garantir qualidade de vida no futuro. Continue a leitura!

A aposentadoria no Brasil

As novas diretrizes impostas pela reforma da Previdência Social, que foi aprovada em 2019, acabaram com a aposentadoria por tempo de contribuição e definiram uma regra geral para a obtenção do benefício: idade mínima de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres, assim como 15 anos de contribuições para mulheres e 20 anos para homens.

Para não dependerem somente dos pagamentos do INSS no futuro, muitos profissionais autônomos estão aderindo cada vez mais aos planos de previdência privada, porque essa é uma das melhores opções para quem está buscando investimentos seguros

Nova área interna - Tela 2

Nova versão da Área do Participante

Olá participante! Como você sabe, estamos sempre em busca de melhorias e benefícios para todos os participantes da OABPrev-SP. E a mais recente novidade é