Portal da Transparência

Artigos 2017-10-20T11:49:11+00:00

Apaixonados Pelo Consumo

Em uma sociedade onde o consumismo e a felicidade estão ligados, boa parte das pessoas vai além das suas possibilidades e acaba se complicando com as dívidas. Não importa o tamanho da renda, passear no shopping e fazer compras é um hobby que atrai cada vez mais adeptos. Se você se identificou com essa prática, deve estar se perguntando: mas em que momento isso se torna um problema?

Consumir se torna uma doença quando o comprador  perde o controle do seu bolso. Algumas pessoas (chamadas shopaholics, ouviciadas em compras) possuem verdadeira paixão pelo consumo, o que traz consequências negativas na vida financeira e até no âmbito pessoal. Um verdadeiro shopaholic faz compras por compulsão, sem perceber que está ficando endividado. Em alguns casos, compra quando está se sentindo emocionalmente abalado e usa isso como uma terapia. No entanto, aquela sensação agradável que o consumo proporciona dura apenas algumas horas, enquanto as dívidas permanecem até que sejam pagas.

No entanto, nem sempre o descontrole na hora das compras é uma doença. A situação mais comum entre os compradores endividados é o consumo desnecessário, supérfluo, quando a aquisição de um produto não ocorre por necessidade, mas sim pela vontade de se afirmar, de experimentar por alguns instantes uma posição ou posse de um produto que foge à sua realidade financeira.

Se você que não tem o perfil de consumidor compulsivo, mas acabou escorregando no orçamento, confira as recomendações a seguir e deixe as suas finanças em ordem:

Evite os cartões de crédito e o talão de cheques – sempre que puder, compre com o cartão de débito ou em dinheiro. Além de evitar os juros, você pode se beneficiar dos descontos oferecidos.

Nunca compre à primeira vista – em vez disso, crie um período obrigatório de espera.
Se ainda desejar o produto depois de alguns dias, volte e compre sem impulso.

Faça um orçamento na ponta do lápis – separe uma parte do dinheiro para os imprevistos de cada mês e tome cuidado para não comprar o que não estava planejado.

Anote os gastos – combustível, a conta de água, a barra de chocolate, o cafezinho. Isto lhe tornará uma pessoa consciente, que sabe aonde o dinheiro ganho com esforço.

Fonte: Icatu Seguros – www.icatuseguros.com.br
Fale com nosso chat