OABPrev-SP já paga benefícios a 160 advogados ou familiares

OABPrev-SP já paga benefícios a 160 advogados ou familiares

2018-05-03T15:34:33+00:00 quinta-feira ,03/05/2018|

Idade média dos participantes do fundo da advocacia é menor que a de outros planos de previdência privada

Instituída em 2006 pela OAB-SP e a CAASP (Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo), a OABPrev-SP já paga 160 benefícios previdenciários, entre pensão por morte, por invalidez e aposentadoria programada a advogados ou familiares de nove estados – Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe. A entidade desembolsou, em 2017, 4,36 milhões reais como pagamento de benefícios. Com patrimônio de 700 milhões de reais em abril de 2018, OABPrev-SP é o maior fundo de previdência instituído por órgãos de classe do Brasil.

Para Paulo José Carvalheiro, diretor administrativo e de benefícios da entidade, a marca representa a materialização de um compromisso assumido com a advocacia há 12 anos. “A finalidade da OABPrev-SP é garantir tranquilidade financeira ao advogado e a sua família no período da inatividade. Diante desses dados a classe consegue atestar o impacto positivo do plano na renda complementar da família”, observa Carvalheiro.

Os valores médios dos benefícios pagos pela OABPrev-SP para aqueles com aposentadoria programada é de 2.220 reais mensais e de 1.325 reais mensais para os beneficiários de pensão por morte ou invalidez. Em relação aos pensionistas, por morte (109 pessoas em fevereiro de 2018) e invalidez (14), a maioria é de mulheres na faixa etária dos 48 anos. Já os aposentados (37) são em maioria do sexo masculino e têm idade média de 59 anos.

Em 2017 o fundo previdenciário dos advogados apresentou ritmo acelerado de novos ingressos. Foram registradas 600 adesões por mês, caso raro entre planos há mais de 10 anos em atividade. Hoje, a OABPrev-SP soma 46 mil participantes ativos. Desse total, com idade média de 39,05 anos, abaixo da média nacional apurada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em novembro de 2017, no estudo “Perfil dos Contribuintes para Previdência Privada”, em que a média de idade do brasileiro que contribuía para algum tipo de previdência privada ou complementar era de 44,5 anos.

Para Paulo José Carvalheiro, dois fatores explicam a jovialidade dos participantes da OABPrev-SP em relação aos contribuintes dos demais fundos previdenciários. A primeira tange ao momento macroeconômico do país, e a segunda à própria atuação das entidades de classe na conscientização dos advogados acerca da importância da previdência privada.

“Apesar de adiada, a discussão sobre a reforma da Previdência está na mesa. A advocacia sabe disso e tem aproveitado este momento para se planejar e buscar na OABPrev-SP uma opção segura e rentável. Aliado a isso, temos a nosso favor o empenho dos dirigentes regionais das Caixas de Assistências para que os serviços alcancem a totalidade da nossa classe”, disse.

Do ponto de vista da distribuição regional, São Paulo tem a maior participação de contribuintes – são 37.860 participantes no estado -, seguido por Ceará, Pernambuco, Bahia e Piauí, que juntos somam 6.200 contribuintes ativos.

Paulo José Carvalheiro assumiu a Diretoria Administrativa e de Benefícios da OABPrev-SP em março deste ano, depois que Luís Ricardo Marcondes Martins deixou o posto. “Assumi com a missão de continuar a garantir aos nossos beneficiários e aos futuros beneficiários a tranquilidade e a segurança que eles já podem observar nos nossos serviços”, compromete-se o dirigente.