Estudo prevê crescimento da 25% da previdência complementar em cinco anos

2019-09-06T10:56:09+00:00 quinta-feira ,15/08/2019|

Reportagem do jornal O Globo, publicada em 11 de agosto, afirma que o número de brasileiros que possuem previdência complementar crescerá 25% em cinco anos, saltando de 16 milhões para 20 milhões, consideradas as adesão a planos abertos e fechados. A estimativa baseia-se em estudo da consultoria especializada Mercer e aponta a aprovação da reforma da previdência, tida como certa no Senado, como o principal motivo do crescimento.

Conforme a matéria de O Globo, outros fatores que favorecem o crescimento da previdência privada são a queda dos juros básicos e a crescente competição entre gestores, fintechs, bancos e seguradoras. A mudança do cenário faria com que as instituições reduzissem taxas, oferecessem fundos mais agressivos e investissem em tecnologia para atrair mais gente.

O jornal cita especificamente a expectativa de avanço dos fundos de pensão, salientando que a Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) tem estimulado a criação de “planos-família”, os quais permitem a adesão de cônjuges e filhos. Segundo a entidade, 80% das novas adesões hoje vêm de familiares de participantes.

Mais Notícias OABPrev

A OABPrev-SP já alcança a marca de 50 mil participantes ativos.  Parte significativa deles é das regiões Norte e Nordeste, onde estão inseridas geograficamente as demais Seções da OAB e Caixas de Assistência que, na condição de instituidoras, integram o fundo, quais sejam Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Pernambuco, [...]

“As entidades fechadas de previdência complementar estão organizadas, estruturadas e fortes, por isso estamos tranquilos quanto a esse processo sinérgico”. A afirmação foi feita pelo presidente do Conselho Deliberativo da OABPrev-SP, Jarbas de Biagi, durante debate sobre o movimento de fusão entre Previc (Superintendência Nacional da Previdência Complementar) [...]

A Lei Geral de Proteção de Dados, aprovada em 2018 e cujo cumprimento estrito passa a ser obrigatório a partir de agosto de 2020, está no foco dos fundos de pensão. O tema foi debatido em painel específico durante o 14º Encontro Nacional de Advogados das Entidades Fechadas [...]

Fale com nosso chat