Economia no novo governo: parceiros da OABPrev-SP mostram-se otimistas mas recomendam cautela

2018-11-22T18:32:16+00:00 quarta-feira ,31/10/2018|

O 29 de novembro de 2018, primeiro dia após a eleição de Jair Bolsonaro à Presidência da República, foi aberto com Ibovespa em alta e dólar em queda, e fechado com a primeira em queda de 2,24% e o segundo em alta de 1,39%, cotado a 3,705 reais. Segundo analistas, trata-se de um movimento natural, em que os investidores realizam lucros realizados nas últimas semanas – nada que comprometa o otimismo do mercado quanto às propostas econômicas do presidente eleito.

A OABPrev-SP, fiel a uma política de investimento que prioriza rentabilidade e segurança, está atenta às sinalizações emitidas pelos porta-vozes do futuro governo, mediante o aparato técnico de suas parceiras Icatu Vanguarda, gestora de recursos, e Aditus, consultoria financeira.

“Acredito que o governo Bolsonaro poderá trazer avanços importantes para a economia e as reformas, que são imperativas para o atual cenário do país, em um ambiente internacional mais desafiador. Contudo, acredito que alguns pontos do seu plano ainda são muito vagos e, em alguns casos, a conta não fecha”, avalia Dan Kawa, chefe de Investimentos Multimercados da Icatu. “Espero que agora, terminada a eleição, com o economista Paulo Guedes confirmado no comando da economia, as propostas sejam aprofundadas e detalhadas”, cobra.

Para o executivo da Icatu, no geral o cenário é de otimismo, ressalvados “fatores exógenos ao governo, como o cenário externo e a vontade política do Congresso, que podem afetar a execução da agenda e, eventualmente, trazer ruídos, mesmo que pontuais”. Para Dan Kawa, veem-se “excelentes intenções na agenda econômica”, mas sente-se, de outra parta parte, “algum desconforto com o atual preço dos ativos e a posição técnica do mercado, especialmente quanto a câmbio e juros, e menos no mercado de renda variável”.

Na opinião Nathan Batista, da Aditus, o resultado da eleição presidencial “significa um cenário mais comprometido com reformas estruturais, o que é bom para o mercado, pois permite verificar maior alinhamento de interesses entre o que precisa ser feito e a intenção de operar mudanças”.

No caso específico do fundo dos advogados, o que define seu comportamento no mercado é a Política de Investimento estabelecida pela Diretoria Executiva e o Conselho Deliberativo, com amparo técnico do Comitê de Investimentos e das empresas parceiras. “A Política de Investimento é o norte da OABPrev-SP, bem como para as demais entidades fechadas de previdência complementar. Óbvio que o mercado recebeu bem as propostas econômicas do presidente eleito Jair Bolsonaro e com isso esperamos que os ativos de maior risco passem a mostrar valorização. Entretanto, tudo que a OABPrev-SP pode operar e de que forma operar estão prudencialmente previstos na Política de Investimento, à qual cabe encaixar-se no momento econômico atual”, explica Batista.

A OABPrev-SP alcançou rentabilidade de 2,95% no primeiro semestre, superando com folga o desempenho da Poupança (1,91%). Frente ao risco de turbulências internacionais e ao ambiente eleitoral no Brasil, entidade realizou diminuições pontuais de risco no seu portfólio, de modo a defender as reservas previdenciárias e continuar a garantir rentabilidade e liquidez ao fundo da advocacia.  A OABPrev-SP soma patrimônio de 725 milhões de reais.

Mais Notícias OABPrev

Depois de render quatro prêmios Nobel (a Hebert Simon em 1978, Daniel Kahneman em 2002, Robert Shiller em 2013 e Richard Taylor em 2017), a Economia Comportamental passou de um programa de pesquisa marginal para um dos mais influentes conceitos de análise de mercado e de formulação de [...]

A OABPrev-SP iniciará em janeiro o processo de obtenção do Selo de Autorregulação em Governança de Investimentos do sistema Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), Sindapp (Sindicato Nacional das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) e ICSS (Instituto de Certificação Institucional e dos Profissionais de Seguridade [...]

Ainda hoje a história da OABPrev-SP, 12 anos após sua criação, é confundida por alguns advogados com fatos relacionados à Carteira dos Advogados do Ipesp, criada em 1959. Trata-se de entidades de naturezas diversas, regidas por leis diferentes e cujas trajetórias não têm pontos em comum. Prejudicada por [...]