Dia Nacional do Aposentado: nas EFPCs, a garantia de um futuro mais tranquilo

2021-01-27T11:04:29+00:00 terça-feira ,19/01/2021|

Comemora-se em 24 de janeiro o Dia Nacional do Aposentado. O brasileiro tem uma Previdência Social reformada para chamar de sua e uma previdência privada de alto potencial. Nesse cenário, destaque inquestionável são as entidades fechadas de previdência complementar, com 1 trilhão de reais em patrimônio. O setor paga 70 bilhões de reais por ano em benefícios a 800 mil aposentados.

Segundo o presidente da Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), Luís Ricardo Marcondes Martins, o benefício médio pago pelos fundos de pensão é de 6 mil reais, mesmo patamar do teto da Previdência Social.

“O perfil do aposentado de uma EFPC , no caso dos fundos patrocinados, é de um trabalhador com muitos anos de empresa. Já no caso dos fundos instituídos, o perfil é diferente”, observa Martins.

O fundos instituídos são um modelo mais recente, e entre aqueles criados por entidades de classe o maior do Brasil é a OABPrev SP, com mais de 50 mil participantes e patrimônio em torno de 1 bilhão de reais. Criado em 2006, o fundo de previdência da advocacia já paga aposentadoria a 321 pessoas.

A maior parcela dos aposentados que recebem benefícios de fundos de pensão é composta por homens de 65 a 74 anos (28,7%). Em seguida vêm os homens com idade entre 55 e 64 anos (24,2%). Já a maior parte das mulheres aposentadas no sistema fechado de previdência complementar têm entre 55 e 64 anos (12,1%).

A natureza complementar dos benefícios pagos pelos fundos de pensão cria uma categoria que vive a inatividade com muito mais conforto do que aqueles que contam só com o INSS. As entidades fechadas de previdência complementar são organizações cujo único propósito é conferir aos seus participantes um valor previdenciário adicional ao da previdência pública.

No caso específico dos planos instituídos, entre os quais a OABPrev SP se insere, a massa de participantes no Brasil hoje é de mais de 550 mil pessoas, donas de um patrimônio de cerca de 13 bilhões de reais, números que permitem antever muita gente bem de vida quando no período de inatividade.

Cada plano administrado por uma EFPC conta com regras próprias. Em linhas gerais, é permitido ao participante sacar parte de suas reservas na hora da aposentadoria – essa parte não costuma ser maior que 25% do total. O saldo restante é pago em parcelas que oscilam entre 0,5%  e 2% do total acumulado ao ano.

Mais Notícias OABPrev

O novo presidente da OABPrev SP carrega na bagagem 22 anos de advocacia e três gestões como presidente da Subseção de Campinas da OAB SP. No plano de previdência da advocacia já foi diretor administrativo e de Benefícios, membro e vice-presidente do Conselho Deliberativo. Aos 45 anos, Daniel [...]

“É fundamental uma aproximação maior entre a OABPrev SP e as Subseções da OAB.  Na verdade, é justamente essa aproximação que servirá de mola propulsora para aumentar o número de adesões”. As palavras são de Leandro Aguiar Piccino, novo presidente do Conselho Deliberativo do fundo de previdência da [...]

Transparência absoluta e rigor no cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados estão no foco da nova presidente do Conselho Fiscal da OABPrev SP, Luiza Gomes Gouvêa Miranda. Advogada desde 2010 e atual secretária-geral adjunta da Subseção de Franca da OAB SP, ela é direta ao comentar [...]

Fale com nosso chat