Após 14 anos, Luís Ricardo Martins deixa a OABPrev-SP

Foram 14 anos de atuação pela construção e a consolidação de um plano de previdência para a advocacia. Luís Ricardo Marcondes Martins deixou de integrar, em março, a direção da OABPrev-SP, depois de ter participado do grupo de trabalho que a concebeu, ter sido vice-presidente do seu Conselho Deliberativo e, nos últimos seis anos, presidente da entidade. Ao lado dos outros profissionais que a dirigiram, Luís Ricardo é um dos responsáveis pela OABPrev-SP tornar-se o maior fundo de previdência instituído por órgãos de classe do Brasil, hoje com 46 mil participantes e patrimônio da ordem de 700 milhões de reais.

“Tenho muito orgulho por ter ajudado a construir esta entidade ao longo do tempo. Tenho consciência da importância da renovação, do surgimento de ideias novas trazidas por novas cabeças”, diz Luís Ricardo, em cuja gestão o ritmo de adesões ao plano chegou a 600 novos participantes por mês. “O processo de modernização deve ser permanente, e nesse sentido tenho absoluta certeza de que a gestão do novo presidente, Marcelo Sampaio Soares, será exitosa”, acrescenta.

A Diretoria Administrativa e de Benefícios da OABPrev-SP tem agora à frente Paulo José Carvalheiro, antes membro do Conselho Deliberativo da entidade.

“O esforço e a dedicação de Luís Ricardo Marcondes Martins foram elementos centrais para o desenvolvimento da OABPrev-SP. Por conta disso, a advocacia paulista tem uma opção segura de fundo de previdência, capaz de garantir uma aposentadoria que ofereça estabilidade financeira”, destaca Marcos da Costa, presidente da OAB-SP.

“O trabalho à frente da OABPrev-SP tornou Luís Ricardo Martins a maior liderança do sistema de previdência complementar brasileiro”, enfatiza seu sucessor na presidência do fundo da advocacia, Marcelo Sampaio Soares. “Luís Ricardo trabalhou pela previdência dos advogados desde antes da criação do plano, quando se realizavam os estudos para sua criação. Sua dedicação à entidade sempre foi total. Só temos que lhe agradecer, e dizer que as portas estarão abertas para um eventual retorno no futuro”, acrescenta.

“No momento em que nosso companheiro de jornada parte em busca de novos desafios, só podemos agradecer-lhe pelo trabalho desenvolvido. Seu entusiasmo, dedicação à causa e amor à classe sempre preponderaram nos diversos cargos ocupados na OABPrev-SP. O patamar de excelência que hoje atingimos se deve muito a todos os que participam de sua história e, sem dúvida nenhuma, ao  querido Luís Ricardo, que sempre terá a nossa gratidão nossos votos de contínuo sucesso”, declara o presidente do Conselho Deliberativo do fundo de previdência da advocacia, Jarbas de Biagi.

 

Na qualidade de presidente da OABPrev-SP, Luís Ricardo Marcondes Martins representou os fundos instituídos na CRPC (Câmara de Recursos da Previdência Complementar). Por sua atuação no setor, tanto como advogado quanto como gestor, foi eleito presidente da Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), cargo que ocupa atualmente.

“Integrar o corpo de dirigentes da OABPrev-SP foi um grande aprendizado. Todos nós enfrentamos enormes desafios. Quando formamos o grupo de trabalho, em 2004, ainda não tínhamos nenhuma estrutura, fizemos seu desenho e trabalhamos intensamente para sua criação”, recorda Luís Ricardo, destacando o apoio da OAB-SP e da CAASP (Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo) desde o primeiro momento.

Ele lembra que as reuniões de trabalho para estruturação do fundo aconteciam na sede da Caixa de Assistência, então presidida por Octavio Augusto Pereira de Queiroz Filho, que seria o primeiro presidente da OABPrev-SP.

A Secional, por sua vez, segundo Luís Ricardo, primeiro sob o comando de Luiz Flávio Borges D’Urso e, depois, presidida por Marcos da Costa, sempre fez questão de deixar a OABPrev-SP totalmente fora das questões políticas da classe, diretriz compartilhada pelos presidentes da CAASP Sidney Uliris Bortolato Alves, Fábio Romeu Canton Filho e Braz Martins Neto.

“Prova disso é que as eleições não coincidem, os mandatos são descasados”, salienta. “O comprometimento das instituidoras sempre foi unicamente com a finalidade da OABPrev-SP: oferecer aos advogados uma opção previdenciária sólida e segura”, frisa Luís Ricardo.

A partir de agora, Luís Ricardo Marcondes Martins dividirá sua atuação no setor de previdência complementar entre a presidência da Abrapp e superintendência do fundo de pensão dos empregados da Mongeral Aegon.]

 

Conselheiros e auditores aprovam as contas da OABPrev-SP

 

Após fechar 2017 com patrimônio próximo de 700 milhões de reais e de alcançar no ano rentabilidade líquida de 9,59%, a OABPrev-SP teve as contas aprovadas em março último por seus Conselhos Fiscal e Deliberativo, a partir dos demonstrativos contábeis apresentados pela Diretoria e de relatório da auditoria independente PricewaterhouseCoopers.

“Em nossa opinião, as demonstrações contábeis apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da OAB-SP – Fundo de Pensão Multipatrocinado da Seccional de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil e da CAASP – Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo em 31 de dezembro de 2017 e o desempenho de suas operações para o exercício findo nessa data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades reguladas pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC)”, atestaram os auditores.

Do parecer do Conselho Fiscal, assinado pelo presidente Jairo Haber, consta que o órgão “concluiu que os documentos refletem a situação patrimonial e financeira da Entidade” e “recomenda que as contas da Diretoria Executiva – Exercício de 2017, sejam aprovadas sem restrições pelo Conselho Deliberativo” da OABPrev-SP.

O Conselho Deliberativo, presidido por Jarbas de Biagi, por sua vez, elogiou a Diretoria Executiva pela excelência na gestão, assim concluindo: “Com fundamento nas análises procedidas, nas esclarecimentos prestados pela Diretoria Executiva, no Parecer dos Auditores Independentes, no Parecer do Conselho Fiscal e nas Demonstrações Contábeis, o Conselho Deliberativo conclui que as atividades administrativas obedeceram aos dispositivos estatutários da OABPrev-SP e aos princípios legais, e que as demonstrações contábeis, refletem adequadamente a situação patrimonial e financeira da Entidade, contemplando os negócios e as atividades desenvolvidas no exercício examinado, razão pela qual aprova as Demonstrações Financeiras e Contábeis referentes ao exercício de 2017”.

2018-04-11T10:52:18+00:00 11/04/2018|