Abrapp é contra fusão entre Previc e Susep

2019-02-06T11:21:17+00:00 sexta-feira ,18/01/2019|

“Estamos acompanhando de perto a questão, e estamos preocupados com as discussões sobre mudanças na estrutura dos órgãos de fiscalização e regulação do sistema que indicam a fusão entre Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) e Susep (Superintendência de Seguros Privados)”. A afirmação é do presidente da Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), Luís Ricardo Marcondes Martins. A junção dos dois órgãos vem sendo cogitada pelo Governo Federal.

“Defendemos o fortalecimento da Previc, com sua autonomia financeira e administrativa, para continuar contribuindo com o aperfeiçoamento do sistema. Estamos estabelecendo uma interlocução com a equipe econômica do governo em que defendemos essa posição”, disse Martins.

Segundo o dirigente, a Abrapp há tempos postula a criação de uma agência para supervisionar e acompanhar os produtos que contribuem para a formação de longo prazo que atue independentemente de órgãos que se ocupem de produtos financeiros, “por causa de suas diferenças óbvias”.

De outra parte, Martins enaltece a atuação da Previc: “Não foi ainda possível a criação de uma agência reguladora, mas a Abrapp apoiou a criação da Previc que, apesar de manter uma estrutura de autarquia, está funcionando bem. É claro que precisa de aperfeiçoamento, mas tem funcionado bem”.

O presidente da Abrapp também reconhece o trabalho dos atuais dirigentes da Previc: “Temos de enaltecer o bom trabalho realizado pela Diretoria Colegiada da Previc em 2017 e 2018, sob o comando de Fábio Coelho. Em especial, foi muito importante a complementação com o trabalho do diretor de Licenciamento, Carlos Marne, com quem concretizamos um importante trabalho a quatro mãos, que foi o regulamento do PrevSonho”.

Mais Notícias OABPrev

Metade do ano se foi e nesses seis meses a OABPrev-SP atingiu rentabilidade de 4,45%, o equivalente a 144% do CDI (Certificados de Depósito Interbancário), que no mesmo período alcançou 3,07%. De janeiro a junho de 2019, OABPrev-SP também superou com folga os 2,25% de rentabilidade da Poupança [...]

O momento da economia brasileira, com taxa básica de juros a 6,5% (viés de baixa) e inflação abaixo da meta (3,80% ao ano, em julho), tem desafiado as entidades fechadas de previdência complementar, que tradicionalmente priorizam os títulos públicos pelo baixo risco e a boa rentabilidade agregada.  Apesar [...]

O Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) realizou sua primeira reunião neste governo no último dia 25 de julho, em Brasília. Em pauta, temas como os desdobramentos da reforma da Previdência, aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados, a operacionalização das regras do CNJ por plano e [...]

Fale com nosso chat